Área Financeira & Gestão​

Consultoria em Gestão empresarial

A NBC fornece serviços de apoio à Gestão, cuja finalidade é apoiar o gestor na tomada de decisões de forma mais assertiva e mais rápida, tendo em consideração os aspetos mais relevantes dos processos envolvidos.

Uma das áreas a ter em foco é a contabilidade, sendo  a área responsável pela mensuração das operações realizadas pela empresa. Promove os meios informativos e de controlo, de forma a obter e registar, permanentemente e com base em documentação legal, os atos e fatos conforme a sua natureza.

É também um órgão de apoio à administração na gestão dos negócios, com fornecimento de informações compreensíveis, relevantes, confiáveis, consistentes, ágeis e comparáveis, fundamentadas em princípios, normas e legislações vigentes.

Com base nas demonstrações financeiras são elaborados estudos e análises sobre o comportamento e a evolução das atividades da empresa.

New Business Consulting – Apoiamos as empresas a posicionarem-se mediante os recursos que têm e daqueles que necessitam para seguirem uma direção mais competitiva.

Planos de negócios & Planos estratégicos

Um Plano de Negócio é um documento que se pretende flexível e que descreve as metas e objetivos de um negócio e quais etapas necessárias para o seu alcance, reduzindo os riscos e as incertezas.

Estudos de mercado

Os estudos de mercado permitem conhecer as oportunidades e as fraquezas dos mercados onde atua ou onde pretende vir a atuar, assim como a definição das estratégias corretas a adotar.

Pesquisa muito além do plano de negócio

O Balanced Scorecard é uma ferramenta de medição e avaliação de desempenho, que visa traduzir e implementar estratégias organizacionais, desenvolvida para melhorar os sistemas de medição do desempenho das organizações. Esta ferramenta combina uma séria de indicadores, sendo fundamental para os gestores que pretendem não só obter o feedback da performance empresarial, como também capacitar a empresa para o sucesso organizacional, garantindo um alinhamento estratégico de todos os colaboradores com a organização, a sua missão, visão e os seus valores.

“Benchmarking é um processo sistemático, estruturado, formal, analítico, organizado e contínuo, de longo prazo, para a avaliação de produtos, serviços e processos de trabalho de organizações, os quais são reconhecidos como as melhores práticas implementadas, com o objetivo de melhoria de todo o sistema organizacional”, Spendolini (2003)
Dada a necessidade de uma rápida adaptação e de resposta por parte das empresas aos consumidores e de forma a aumentarem o seu desempenho organizacional, estas deverão estabelecer ferramentas que apoiem a formulação e implementação dos melhores processos e práticas que estejam de acordo com as estratégias empresariais. Uma das ferramentas de gestão que se destaca para alicerçar a ponte entre os processos e as estratégias é o Benchmarking.
Um estudo de Benchmarking consiste num processo contínuo de comparação dos produtos, serviços, práticas empresariais e indicadores entre a empresa em análise e os concorrentes mais fortes ou empresas reconhecidas como líderes do setor. Este processo permite realizar comparações de processos e práticas, empresa a empresa, de forma a identificar o melhor processo dos melhores processos, para alcançar um nível de superioridade ou vantagem competitiva, num determinado setor ou indústria.

O sistema de controlo de gestão tem à sua disposição um conjunto de instrumentos e atividades cada vez mais digitalizados, que além de permitirem um alinhamento da estratégia com a visão, missão e objetivos estratégicos da sociedade, possibilitam que toda a estrutura organizacional crie e execute a estratégia, dado que todos os membros da organização vão contribuir para o desenvolvimento do plano de ação traçado.
Um dos instrumentos do controlo de gestão que facilita este processo é o Tableau de Bord. Este instrumento apresenta um elevado potencial em alcançar os objetivos estratégicos, na medida em que prioriza a qualidade da informação e não a sua quantidade, num suporte ágil e de fácil visualização. Esta solução é económica e formatada à medida das necessidades individuais de cada organização, proporcionando aos gestores/administradores um acompanhamento mais global e eficaz, para que estes tomem as melhores decisões de gestão, criem valor à empresa e boas rentabilidades para os investidores.

A pandemia provocada pelo COVID-19, que é uma doença respiratória provocada pelo vírus “SARS-CoV-2”, arrastou consigo uma crise sem precedentes, englobando todo o planeta e, forçou a mudanças disruptivas muito rápidas, tendo acelerado e sendo promotora da digitalização e do surgimento de novos modelos de negócio. Esta crise, colocou as empresas perante novos desafios e confronta-as com a necessidade urgente de reavaliar de forma prática a sua situação atual, de se munirem das ferramentas e do discernimento de forma a efetuarem as decisões / escolhas que mais se adequam à sua situação concreta. Torna-se prioritário fazer uma análise aos principais desafios sentidos pelas empresas no atual contexto, de forma a colmatar as necessidades com que se deparam e, a projetar o futuro de forma inovadora, estando conscientes que esta pandemia provocou mudanças irreversíveis no mundo, tendo propulsionado novos hábitos e novas tecnologias em todas as esferas da vida humana.
O Modelo de Negócios representa a forma como uma empresa cria e entrega valor para os segmentos de mercado que serve. É, assim, uma visão holística de toda a empresa e pode ser usado como ferramenta de apoio à gestão (Alves, 2012), para a análise, implementação e comunicação de escolhas estratégicas.

Desenvolvimento de ferramentas de apoio à gestão

Os processos de gestão sofreram grandes alterações com a sociedade da informação e do saber, em que se verificaram mudanças na interdependência das funções tradicionais do gestor (PlanearOrganizarDirigir e Controlar), nos papeis desempenhados (InterpessoalInformacional e de Decisão) e nos diferentes níveis (InstitucionalIntermédioOperacional). As relações verticais verificadas entre os colaboradores da empresa está a passar para relações horizontais entre pares, constatando-se uma tendência para um maior empreendedorismo e para a diminuição da burocratização. Os processos de planeamento, de tomadas de decisão, de direção e controle estão intimamente ligados aos processos da própria organização, tendo em atenção o ambiente geral, o ambiente interno, os objetivos, os tipos de atividades e a departamentalização da organização. As novas tecnologias apoiam os gestores em toda esta panóplia de processos, que fazem parte do seu escopo de responsabilidades. Ao utilizar as ferramentas apropriadas de gestão, a organização consegue obter um maior conhecimento dos seus processos, conseguindo elevados ganhos de eficiência

A gestão abarca diversas áreas, consoante as suas funções, nomeadamente a gestão financeira, a gestão de recursos humanos, a gestão de projetos, a gestão comercial, a gestão de qualidade, a gestão da inovação, a gestão de tecnologias da informação, a gestão de stocks, a gestão ambiental, entre outras.

Perante a enormidade de processos envolvidos na gestão, as tecnologias apresentam-se como um recurso valioso de suporte ao Gestor. Os dados recolhidos passam, através da utilização de tecnologias, por processos de tratamento, possibilitando a sua manipulação, comparação, ordenação e interpretação, sendo convertidos em informações relevantes para as empresas e, assim, facilitam as decisões dos gestores.

 

New Business Consulting – Auxilia as empresas a navegarem na afluência de sistemas digitais existentes com maior segurança e eficiência.

 

Power BI

“Não é possível gerir, o que não é possível medir” – Peter Drucker

A quarta revolução industrial é um fenómeno global que abarca todas os setores da sociedade e da vida humana, incorporando tecnologias disruptivas e novas formas de produtos e serviços. A indústria 4.0 e os seus conceitos estão a arrastar consigo grandes transformações no cenário económico, social e cultural a nível mundial, alicerçadas em tecnologias como Sistemas Cíberfisicos (CPS), Internet das Coisas (IoT) e Computação em Nuvem (Cloud).

No meio desta panóplia de mudanças e tecnologias o Power BI surge como uma uma ferramenta simples e acessível, que permite ao gestor a monitorização e análise de vários indicadores, através de dashboards interativos e visualmente atrativos, tornando o processo de tomada de decisões mais célere, preciso e com menores falhas.

Plano de Cibersegurança

Atenta às condições de mercado e às atuais tendências ligadas à Indústria 4.0, concretamente à digitalização das empresas e à inovação, muitas empresas identificam a necessidade de investir na aquisição de serviços de consultoria, para a produção de um diagnóstico / plano estratégico que vise assegurar a cibersegurança do seu negócio, aumentando assim a sua competitividade global no mercado.

O plano de cibersegurança aborda a legislação em vigor no que respeita à cibersegurança e à proteção de dados pessoais a nível da União europeia e em Portugal, seguindo-se a descrição, numa parte inicial de levantamento, da situação encontrada, abarcando as pessoas envolvidas na recolha e processamento de dados nos diferentes Processos identificados na empresa. Numa segunda fase, apresentam-se propostas para resolução das situações de risco identificadas, para colmatar lacunas ainda presentes nos sistemas de armazenamento, circulação e processamento de dados da empresa e sugestões de boas práticas.

Amostras de Dashboards em Power BI

Isenção de responsabilidade: os dados, personagens e nomes de marcas descritos nas visualizações são apenas para fins de demonstração. Qualquer semelhança com dados reais ou nomes de marcas é mera coincidência.

 

Precisa de apoio de um consultor?

error: Este conteúdo está protegido !!